Em sua primeira aparição pública desde sua overdose em julho de 2018, Demi Lovato participou do evento Teen Vogue Summit 2019 onde se abriu sobre força, aceitação do corpo e ser seu eu mais autêntico.

Demi falou em uma entrevista com a editora-chefe da Teen Vogue, Lindsay Peoples Wagner, sobre como sua auto-imagem mudou ao longo do ano passado e como ela está usando essa mudança de perspectiva para ser exatamente quem ela quer ser. Parte dessa mudança, disse Demi, é reconhecer como se aceitar onde está hoje, em vez de tentar mudar a si mesma para se ajustar a um determinado molde.

“Acho que foi um ano muito introspectivo para mim. Aprendi muito, passei por muita coisa”, disse Demi. Isso incluía o trabalho de aceitar seu corpo como ele é – o que, ela esclareceu, é diferente da positividade do corpo. “Ouvimos o termo positividade do corpo o tempo todo. Para ser sincera, nem sempre me sinto positiva em relação ao meu corpo. Às vezes, não gosto do que vejo. Mas eu não sento e fico pensando nele. Eu também não minto para mim mesma”, disse ela. “Eu costumava me olhar no espelho, se estava tendo um dia ruim em relação a imagem do meu corpo, e dizer ‘eu amo meu corpo, você é linda e maravilhosamente feita'”. Mas eu não acreditava nisso. Não preciso mentir para mim mesma e dizer que tenho um corpo incrível. Tudo o que tenho a dizer é ‘sou saudável’. Nessa declaração, expresso gratidão. Sou grato pela minha força e pelas coisas que posso fazer com o meu corpo. Estou dizendo que sou saudável e aceito a forma como meu corpo é hoje sem mudar nada”.

Como resultado de seu trabalho para a aceitação do corpo, Demi disse que está mais aberta a ouvir seu corpo quando se trata de malhar. Em vez de se esforçar constantemente na academia para fazer o corpo parecer diferente, ela disse que está voltando à academia depois de um hiato e se sentindo forte.

“Por muitos anos, lidei com um distúrbio alimentar. O que eu nunca estava aberto comigo mesma era que, sempre que eu estava na academia, fazia isso em um extremo doentio”, disse Demi. “Acho que foi isso que me levou a um caminho mais sombrio – eu ainda estava envolvida nesses comportamentos. Abracei o meu corpo como ele é naturalmente, é por isso que tirei o mês de outubro de descanso da academia”.

Esse tipo de aceitação não se limita à perspectiva de Demi em seu corpo. Ela também disse que aprendeu que aceitar melhor o seu verdadeiro ‘eu’ está ajudando-a a determinar exatamente o que ela quer da vida.

“Nos últimos cinco anos, aprendi que a vida não vale a pena viver, a menos que você esteja vivendo por si mesmo. Se você está tentando ser alguém que não é, ou está tentando agradar a outras pessoas, isso não vai dar certo”, disse ela. “Se você quiser pintar seu cabelo de roxo, pinte-o de roxo. Se você quiser amar alguém do mesmo sexo que você, ame alguém do mesmo sexo. Seja você mesmo e não tenha medo do que as pessoas pensam”.

Demi tem a mesma atitude ao postar nas mídias sociais. Recentemente, ela postou uma foto de biquíni, algo que ela disse na época era um enorme medo dela. Em vez de se preocupar com o que os haters dizem – porque sempre existem haters – Demi disse que está seguindo seu coração e postando o que quer. Ainda assim, isso não significa que comentários negativos e trolls não a incomodem. Ela incentivou os fãs a lembrarem que ela, e qualquer outra pessoa que receba comentários ruins on-line, são apenas humanos e certas coisas machucam.

“O que as pessoas não percebem é que sou uma pessoa extremamente sensível. Quando alguém diz algo mau sobre mim ou zomba de mim, tenho um bom senso de humor. Mas quando é um assunto muito sério, pode machucar. Mesmo que você tenha uma conta ‘Eu sou um fã da Demi’, esse é o nome e você deixa um comentário que diz: ‘Você se parece com Lorde Farquaad com esse cabelo’, eu sou como ‘caramba, isso é uma merda'”, Demi disse. “Estou tão cansada de fingir que não sou humana. Quando você diz alguma coisa, isso me afeta. Tento não olhar, mas vejo”.

Não são apenas as coisas ruins que Demi vê. Ela disse que também vê o incrível amor e apoio de seus fãs, o que, segundo ela, a ajuda a esquecer os trolls.

“Quando eu consigo ver os dois lados, isso me impede de focar no negativo”, disse ela. “Mas sou humano e acho importante lembrar isso”.

Demi disse que também quer que o mundo se lembre de que ela é uma cantora. Com o ocorrido do ano passado nos noticiários, Demi disse que espera que as pessoas não tenham esquecido o que ela mais quer que elas saibam. Dito isso, Demi confirmou que estará lançando novas músicas – mas não disse quando.

“Eu tenho música nova chegando. Eu não disse quando – agora estou apenas provocando vocês. É importante lembrar que desta vez sou tão cautelosa em voltar e pular de cabeça nas coisas. Eu realmente decidi tomar meu tempo”, disse Demi. “Quando for a hora certa, eu irei lançá-las. Estou morrendo de vontade de lançar novas músicas… mas tudo no devido tempo”.

Em meio a todas as mudanças em sua vida e o desenvolvimento do que só podemos assumir como um álbum arrasador, Demi disse que está confiante em si mesma agora mais do que nunca.

“O que vejo no espelho é alguém que superou muito. Passei por muitas coisas e realmente vejo uma lutadora”, disse Demi. “Não vejo um lutador de UFC, mas vejo uma lutadora e alguém que continuará lutando, não importa o que apareça no seu caminho. Tenho muita confiança agora, porque disse as coisas em que acredito. Eu sei que posso me manter em um primeiro encontro com alguém, em uma conversa com alguém. É o que vejo quando olho no espelho – uma mulher forte”.