Fonte: People
Tradução e adaptação: Demi Lovato Brasil

Uma série de celebridades e políticos se juntarão a um evento virtual na segunda-feira para celebrar a vida e o legado da falecida juíza da Suprema Corte Ruth Bader Ginsburg e pedir que seu último desejo – que seu cargo vago seja preenchido por um novo presidente – seja honrado.

A programação da noite de discursos e apresentações incluirá Miley Cyrus, Demi Lovato, Kristen Bell, Beanie Feldstein e Elizabeth Banks ao lado de figuras políticas como a ex-secretária de Estado Hillary Clinton, Presidente da Câmara Nancy Pelosi, Sens. Elizabeth WarrenKristen Gillibrand, Gloria Steinem e outras.

O evento é aberto ao público, mas requer que a presença seja confirmada antecipadamente.

O programa coincidirá com o primeiro dia das audiências de confirmação do Senado para a escolha do presidente Donald Trump para substituir Ginsburg.

A NPR relatou que Ginsburg, que morreu em setembro de complicações de câncer metastático aos 87 anos, disse a sua neta Clara Spera, dias antes de sua morte, que ela não queria que sua vaga fosse preenchida até que um novo presidente assumisse o cargo.

“Meu maior desejo é não ser substituída até que um novo presidente seja eleito”, disse Ginsburg a Spera, de acordo com a NPR.

Ginsburg foi indicada para o tribunal pelo presidente Bill Clinton em 1993 e foi em seus últimos anos a principal voz liberal do tribunal. Após sua morte no mês passado, os líderes republicanos rapidamente agiram para substituí-la por um juiz líder conservador.

Poucas horas depois de sua morte ser anunciada, o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, prometeu que o Senado votaria em um substituto enquanto Trump ainda estiver no cargo. O anúncio da nomeação de Trump para substituir Ginsburg – Amy Coney Barrett, juíza federal – gerou polêmica.

Muitos condenaram o que chamaram de hipocrisia, dado como o Senado Republicano bloqueou o último candidato do ex-presidente Barack Obama à Suprema Corte em 2016, dizendo que era muito cedo antes da eleição daquele ano. (Os republicanos dizem que sua posição é, na verdade, que essa regra se aplica apenas quando o Senado está nas mãos de um partido oposto do presidente).

Mais recentemente, Barrett recebeu fé pública no Rose Garden da Casa Branca, no dia 26 de setembro, em um evento que foi amplamente criticado como sendo um “super-propagador” do romance coronavírus (pelo menos 11 participantes, incluindo o presidente e a primeira-dama, desde então testaram positivo).

O evento Honor Her Wish será transmitido na segunda-feira, a partir das 21h. Os espectadores podem confirmar presença aqui.