Em uma recente entrevista da revista estadunidense “Variety“, um dos produtores do Grammy, Ken Ehrlich, foi perguntado sobre como o show se dirigiu ao longo da noite e a evolução de performances memoráveis. A cantora Demi Lovato que fez o seu retorno no evento, que aconteceu no dia 27 de janeiro, não ficou de fora.

Confira o trecho da entrevista em que ele fala sobre a emocionante performance da cantora.

E: Falando em pessoas chorando, Demi começou a chorar e teve que se recompor para reiniciar a música. Foi difícil também passar no ensaio?

“Os ensaios nunca são o mesmo. Então eu acho que são dez vezes mais. No ensaio, ela meio que conseguiu, mas ficou um pouco hesitante. Às vezes, ensaio três ou quatro vezes, porque acho que fica melhor. Com ela, acho que fizemos uma vez. Talvez duas vezes. Mas não queria mais que ela fizesse isso, porque não queria que ela ficasse confortável. Eu queria que ela sentisse qual era a emoção daquela sala (no momento).
E você sentiu isso… não sei se entendi o funcionamento interno da mente de qualquer uma dessas pessoas, mas sei que era importante que ela se comunicasse para que as pessoas soubessem o que ela havia passado. Acredito que havia apenas um desejo de ajudar outras pessoas. Nós conversamos sobre isso, ela estava lá por isso”.